Fisioterapia após retirada da próstata!

homem duvidaA próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino que contém pequenas glândulas que produzem parte do líquido seminal (sêmen). Localiza-se abaixo da bexiga, a frente do reto e compõe parte da uretra.

O câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele. Em estágios iniciais não costuma apresentar sintomas, as queixas aparecem apenas quando já há um aumento considerável do tumor aumentando o volume da próstata. Apesar de ser mais comum em homens a partir dos 50 anos, há muitos casos de homens mais jovens que desenvolvem o câncer. Por isso é importante realizar os exames com um urologista e detectar precocemente a doença.

A depender do estágio em que a doença se encontre o tratamento pode envolver cirurgia, radioterapia, hormonioterapia, quimioterapia, protonterapia ou uma combinação destes. Em grande parte dos casos a prostatectomia radical (retirada da próstata) é o mais indicado e com maior índice de cura. Após a retirada da próstata é muito frequente queixas de incontinência urinária e disfunção erétil, pode acontecer estenose (fechamento, estreitamento) da uretra, hérnia inguinal e lesões retais. toque retal

Os principais guidelines (consensos) internacionais, inclusive o adotado pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), recomendam os exercícios para o assoalho pélvico realizados na Fisioterapia Uroginecológica (fisioterapia pélvica)para uma melhor recuperação após a prostatectomia, uma remissão mais rápida da incontinência urinária adquirida após a intervenção, possibilitando o retorno as atividades de vida diária e laborativas em um prazo mais curto e devolvendo a qualidade de vida destes homens.

Infelizmente muitos pacientes não são orientados a procurar a fisioterapia e acabam sofrendo por muito tempo com estas queixas por meses ou até anos, sendo até submetidos a outras cirurgias mais tarde para correção da incontinência que poderia ser resolvida (em muitos casos) com a Fisioterapia Uroginecológica.

É importante o paciente estar bem informado, buscar orientação do médico, procurar um fisioterapeuta especialista na área para tirar todas as dúvidas, questionar quais os tratamentos atendem melhor a suas necessidades, participar junto com os profissionais envolvidos das decisões sobre sua reabilitação e principalmente deixar claro o desejo de se recuperar mais rápido e da melhor forma possível!

A Fisioterapia Uroginecológica utiliza de diversos recursos para auxiliar a recuperação: biofeedback, eletroterapia, exercícios perineais, cinesioterapia, terapia comportamental dentre outros. São técnicas indolores, não invasivas (não cirúrgica) e eficientes.

Informe-se, pesquise e solicite ao seu médico a inclusão da fisioterapia no seu plano de tratamento!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s